Vaidade ou Consumo?


A vaidade é um conceito complexo e multifacetado, envolvendo sentimentos, percepções e dinâmicas sociais e culturais profundamente arraigadas nos indivíduos e na sociedade.


O consumo pode ser definido como um meio pelo qual as pessoas podem se realizar, obtendo prazeres imediatos.


Alguns estudos trazem reflexões acerca das relações entre vaidade e consumo. No mundo contemporâneo, a vaidade física se manifesta por meio do consumo a partir de um parâmetro social e de comparação. Quanto maior a vaidade física, maior o consumo de produtos e serviços estéticos.


A preocupação com a estética propagada pela mídia com as estratégias mais comuns de marketing de beleza atinge o indivíduo de diferentes maneiras, com reflexos individuais e coletivos.


Será que o mercado está somente atendendo aos anseios das pessoas vaidosas extremas ou está incentivando e alimentando esse comportamento gerador de frustração, vergonha, pena e outros sentimentos de inadequação? Afinal, quais as possíveis consequências sociais e psicológicas do aumento da vaidade física extrema no mundo atual?


A compreensão das influências que a vaidade física impõe ao consumo é o primeiro passo para obter essas respostas. Por isso, é compromisso de todo profissional que atua na área da Estética observar de maneira crítica as consequências relacionadas à natureza humana e sua interação com o mercado.


Talvez essa visão mais crítica possa contribuir com a diminuição das vendas das empresas e com a queda das taxas exponenciais do mercado. Mas é possível que possa contribuir para ter mais pessoas tranquilas com elas mesmas.


Referência:

ABDALA, Paulo Ricardo Zilio. Vaidade e consumo: como a vaidade física influencia o comportamento do consumidor. 2008.


#vaidadeeconsumo

#consumoconsciente