Um Eu Diferente Diante do Mundo


O corpo é definido a partir de suas características biológicas e fisiológicas, mas também é intensamente perpassado pelo contexto social e cultural em que o indivíduo se insere.


Neste momento de isolamento social, a concepção em relação a si mesmx e ao mundo tem sofrido um processo de restruturação. Somos convidados a nos ver, mesmo sem nos olharmos diretamente no espelho. Vemos sem nenhum disfarce nossos medos e vulnerabilidades. E estão todos expostos, sem maquiagem ou acessórios. Estamos, literalmente, de caras lavadas.


Esse contexto me inspirou a lançar algumas perguntas nas redes sociais:


▪️Após o isolamento social, o que será mais difícil de voltar a usar? Sutiã ou salto alto?


Estes são exemplos de acessórios desconfortáveis para muitas mulheres, mas que se normalizaram como parte do guarda-roupa feminino. 77% das pessoas responderam que o salto alto é o objeto que será mais difícil de voltar a usar.


Outra pergunta foi: Após o isolamento social, o que você não vai querer mais usar? 

Maquiagem ou acessórios e bijuterias?


55% das pessoas responderam acessórios e bijuterias. Mas ficou quase meio a meio.


E perguntei se gostariam de acrescentar algo mais a respeito dessas perguntas.


Os comentários foram bem semelhantes, mostrando