top of page
Homeopatia Integrativa

A homeopatia, também conhecida como medicina homeopática, é uma opção de tratamento recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que divulgou um documento incentivando a integração dessa e outras Medicinas Tradicionais aos sistemas nacionais de saúde. 

 

Tem o objetivo de estimular a capacidade do corpo em se curar com a premissa de que cada pessoa tem uma energia chamada de força de autocura ou resposta vital. Quando essa energia é interrompida ou está desequilibrada, os problemas de saúde começam a se desenvolver.

 

A homeopatia estimula os mecanismos e processos de defesa do organismo

de modo a prevenir ou tratar uma doença.

A homeopatia tem uma abordagem diferente da medicina convencional no diagnóstico, classificação e tratamento de problemas de saúde. O tratamento em homeopatia é individualizado (adaptado para cada pessoa).

Como a homeopatia se diferencia da medicina convencional?

Durante a consulta, os remédios homeopáticos são selecionados de acordo com uma visão geral do paciente, incluindo não só os sinais e sintomas, mas leva também em consideração o estilo de vida, estados emocionais e mentais, a forma como a pessoa reage à doença e outros fatores individuais.

O sistema homeopático tem como fundamento a integralização holística do paciente e de sua realidade, tanto no adoecer, quanto no tratamento. Dessa forma, a doença é um desequilíbrio no todo que se manifesta de múltiplas formas.

Alguns mitos relacionados à homeopatia

  • O equívoco mais comum tem sido o de que a medicina homeopática é sinônimo de medicamentos naturais. Embora a medicação homeopática ou remédios, como são muitas vezes chamados, sejam frequentemente fabricados a partir de materiais naturais, este não é um requisito da farmacopeia homeopática.

  • Outro mito é que o tratamento homeopático demora de fazer efeito, sendo, portanto, um tratamento prolongado. O que acontece é, como age na raiz do problema, muitas vezes, o tratamento se estende por um período de tempo maior. Mas isso não significa que demora para perceber a melhora da saúde.

A homeopatia é segura?

A homeopatia é fundamentada em diluições “ultra moleculares” que não causam dependência e não tem efeitos colaterais perigosos. É segura para uso em bebês, crianças, idosos, mulheres grávidas ou lactantes, sob a supervisão de um profissional homeopata.

Para quais problemas a homeopatia pode ser utilizada?

Os remédios homeopáticos são administrados com fins preventivos e terapêuticos.

 

A homeopatia pode melhorar a saúde e tratar um grande número de doenças e condições, tais como alergias, dermatite atópica, artrite reumatoide e síndrome do intestino irritável. Também tem sido utilizada para tratar ferimentos leves, como cortes, arranhões e tensões musculares ou entorses.

A homeopatia não é considerada adequada para algumas doenças, como câncer, doenças do coração, infecções severas ou emergenciais. Mas, nesses casos, pode servir como terapia complementar a fim de proporcionar maior conforto ao lidar com o tratamento convencional.

A medicina convencional tem cada vez mais aumentado o poder dos produtos químicos e medicamentos, evidenciando a cultura de medicalização.

 

Quanto mais forte for uma droga ou medicamento alopático, mais forte serão os seus efeitos secundários ou colaterais. O uso de medicamentos convencionais, a longo prazo em doenças crônicas, agrava este problema.

 

Os pacientes com doença crônica, muitas vezes, escolhem utilizar a homeopatia por sofrer com os efeitos colaterais causados pelos medicamentos convencionais há anos.

Você gostaria de conhecer

uma forma diferente de

cuidar da sua saúde

e de prevenir doenças?

O atendimento homeopático é realizado por vídeo-consulta online.

Com funciona?

A consulta inicial é marcada através do agendamento, onde é possível escolher seu melhor dia e horário.

  • 45 min

    88 Reais brasileiros
bottom of page